Pele madura precisa ser Saudável

Texto Luiza Morena

leandra dermatologistaEngana-se quem pensa que os mais velhos só se preocupam com a saúde. Estética também é pauta por aqui, prateadas e prateados. Por isso, e para tratar de diversos outros assuntos referentes à pele madura, convidamos a dermatologista Leandra Metsavaht para nos tirar algumas dúvidas.

Mas antes, responda com sinceridade: algum dos tópicos a seguir é do seu interesse?

(x) Envelhecimento da Pele
(x) Menopausa
(x) Calvície
(x) Câncer de pele

Do nosso também, então venha saber mais sobre eles!

ENVELHECIMENTO DA PELE

Uma coisa é certa: é só nascermos para já estarmos envelhecendo. E pensar assim, de acordo com a dermatologista Leandra Metsavaht, é um ponto positivo, já que a prevenção é um dos caminhos dermatológicos que acompanha o envelhecimento da pele.

Longe de fazer uma censura às rugas – afinal, por aqui no MP entendemos o envelhecimento como um processo natural pelo qual todos irão passar sendo, portanto, muito melhor estar preparado para ele – há total liberdade estética em querer ou não amenizá-las e, acredite, elas começam a surgir antes dos 30 anos em função do crono-envelhecimento e do foto-envelhecimento. Ficou confuso? Quem explicar é a especialista.

♦ Existe alguma idade específica para a pele humana começar a envelhecer? E afinal, o que é o crono-envelhecimento e o foto-envelhecimento?

De acordo com um estudo realizado na Nova Zelândia com quase 1 mil voluntários o envelhecimento começa, em média, a partir dos 26 anos de idade, mas se pensarmos que tudo o que fazemos desde o início de nossas vidas trará consequências ao envelhecimento futuro, eu diria que começamos a envelhecer a partir do momento em que nascemos. Por isso, todos os cuidados possíveis devem ser tomados desde então para uma vida saudável e um bom envelhecimento, como, por exemplo, cuidar da alimentação, realizar exercícios, dormir bem, não fumar e se proteger adequadamente dos raios ultravioleta.

É ai que entra o foto-envelhecimento, inclusive, causado pela radiação ultravioleta e que traz manchas brancas e escuras, pode deixar a pele com um tom amarelado e aumentar as rugas. Já o crono-envelhecimento é aquele que diz respeito ao tempo e está mais ligado à flacidez e à perda óssea.

♦ Notamos que conforme envelhecemos a pele parece se tornar mais “fina”, o que ocasiona feridas até em simples batidas com o braço, por exemplo. Isso está relacionado a esse crono-envelhecimento e à flacidez?

Com certeza e com o foto-envelhecimento também. Com o passar dos anos a pele vai perdendo o tônus e a elasticidade, principalmente nas áreas expostas à radiação ultravioleta, como os antebraços. O ideal é não se expor ao sol das 10h às 15h, pois o raio causa uma alteração no colágeno da derme, que se torna frouxo e deixa os vasos sanguíneos sujeitos a traumas. No caso de precisar estar exposto é preciso usar protetor solar e até mesmo vestimentas com proteção UV.

♦ Ainda sobre envelhecimento, há alguma diferença dos seus efeitos na pele da mulher e na do homem?

Infelizmente existe sim. A pele do homem costuma ser mais espessa do que a da mulher e até os 50 anos os homens perdem menos água através da pele. Depois dessa idade a perda é igual, porém a produção de sebo é maior nos homens a vida toda. Esse declínio na produção de sebo e a perda de água na pele da mulher aumentam o ressecamento.

Além disso, mulheres apresentam o tecido adiposo mais espesso ao longo de toda a vida e com a menopausa sofrem a diminuição do hormônio feminino estrogênio, o que contribui ainda mais com o envelhecimento da pele. Hoje em dia é muito comum recorrer à reposição hormonal, mas para esse fenômeno ela ainda não provou ser eficaz.

beleza-idosos

♦ Você comentou que a prevenção é um dos maiores aliados para amenizar o envelhecimento cutâneo. Independentemente da idade, há tratamentos que são indicados para todos os tipos de pele?

Antes de começar qualquer tratamento de prevenção é importante procurar um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia para uma melhor avaliação, mas há alguns produtos e ativos largamente utilizados.

O uso diário de protetor solar, por exemplo, independe da idade e deve ser associado a um hidratante. Estudos científicos também mostram que a vitamina C e a vitamina E são ótimos antioxidantes, principalmente se usados em conjunto.

O ácido retinóico, que só é vendido com receita médica, ainda é padrão ouro no tratamento anti-envelhecimento por melhorar as manchas e a qualidade do colágeno dérmico, levando a uma melhora das rugas.

>> DICA EXTRA DA ESPECIALISTA: Com o passar dos anos é comum a inclusão de remédios na rotina, mas algumas substâncias contidas nas formulações podem causar alergias ou manchas na pele. O geriatra, o cardiologista e o clínico geral precisam estar sempre alertas sobre isso. Qualquer anormalidade deve ser comunicada a um dermatologista para uma investigação.

MENOPAUSA

De acordo com estudos científicos, há evidências de que os estrogênios possuem papel fundamental contra o envelhecimento cutâneo e diante da menopausa a redução do hormônio, inevitavelmente, torna esse processo ainda mais acelerado.

Mas, segundo Leandra, as rugas não são o único problema dermatológico causado pela menopausa…

♦  Quais outros problemas podem ser acentuados na mulher após a menopausa?

A baixa dos hormônios pode levar também a queda de cabelos, principalmente nas mulheres que apresentam uma tendência genética e esse é um assunto delicado, pois o cabelo está muito relacionado à vaidade.

Antes de uma maior preocupação é necessária uma avaliação por parte do dermatologista para identificar o motivo dessa queda, que também pode estar relacionada a outros hormônios que em nada têm a ver com a menopausa, como os tireoidianos ou com a anemia, a carência de vitaminas e até mesmo o uso de determinados medicamentos.

A partir dessa avaliação, será indicado o melhor tratamento que pode ser através de suplementos vitamínicos orais, vasodilatadores tópicos, shampoos dermatológicos e loções específicas para a queda.

>> ATENÇÃO: JÁ A CALVÍCIE MASCULINA É 100% GENÉTICA, explica Leandra

 

MANCHAS NA PELE

A Academia Americana de Dermatologia e a Sociedade Brasileira de Dermatologia recomendam visita anual ao dermatologista a todos os indivíduos adultos, principalmente aqueles com história familiar ou pessoal de câncer de pele ou com mais de 50 pintas espalhadas pelo corpo.

O motivo? Estatística, já que o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os tumores malignos registrados no país. Mais comum em pessoas com mais de 40 anos, ele pode ser identificado através das tão temidas manchinhas na pele.

♦ O que causa as manchas na pele e em qual parte do corpo elas surgem primeiro?

As manchas da pele expressam o quanto um indivíduo se expos ao longo de toda a sua vida à radiação UV, que por possuir um efeito cumulativo é armazenado ano após ano.

Por isso, elas aparecem inicialmente em áreas mais sujeitas à exposição como a face, o pescoço, os antebraços, o dorso das mãos, as orelhas no caso dos homens, o colo no caso das mulheres e até mesmo o couro cabeludo em quem sofre de calvície.

♦ E como identificar se a sua mancha pode ser ou não câncer de pele?

As lesões ocasionadas pelo câncer de pele possuem aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente.

Elas podem ser identificadas também em pintas pretas ou castanhas que mudam de cor e de textura ou tornam-se irregulares nas bordas e cresçam de tamanho.

E até mesmo em uma mancha ou ferida que não cicatrize e que continue a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Essa matéria esclareceu alguma dúvida sua? Não deixe de comentar para sabermos o que você achou!

Por | 2017-07-18T14:18:21+00:00 05/06/2017|0 Comentários

Nenhum Comentário.

  1. Carlos Alberto 20/07/2017 em 10:22 - Responder

    Estou satisfeito com tudo que leio do Mundo Prateado ! Só enriqueço meus conhecimentos; a colaboraçao dessa brilhante equipe somente incoraja-nos a uma melhor qualidade de
    vida. Meus Parabens e muito obrigado ! Carlos Alberto.

    • Luiza Morena 31/07/2017 em 10:51 - Responder

      Olá Carlos, ficamos felizes em saber que estamos contribuindo! Queremos esclarecer possíveis dúvidas, assim como trazer temas importantes para discussão. Sempre que precisar de alguma informação ou quiser sugerir um assunto nos escreva. Vamos adorar! Já nos acompanha no Facebook? É só clicar no link a seguir > https://www.facebook.com/MundoPrateadoOficial/

      Um abraço,

      Luiza

  2. Cumprimento todos da equipe Mundo Prateado pela matéria “Pele Madura Precisa ser Saudável”.
    À Luiza Morena parabenizo pelo texto acessível e esclarecedor.
    Sou leitora assídua de vocês.
    Mariluci T Santos.
    Vila Isabel – Rio de Janeiro- RJ

    • Luiza Morena 31/07/2017 em 10:49 - Responder

      Olá Mariluci, obrigada você por nos acompanhar. Queremos estar cada vez mais próximos! Não deixe de nos escrever. Um abraço, Luiza

Deixar Um Comentário